Altura do quilômetro 258 estava bloqueada há quatro dias após cratera se abrir na pista e caminhoneiro morrer.

Pista da Rodovia Marechal Rondon é liberada após interdição causada pelas chuvas Divulgação/Rodovias do Tietê O trecho da rodovia Marechal Rondon (SP-300), que estava interditado na altura do quilômetro 258 depois que uma cratera se abriu e 'engoliu' um caminhão, foi liberado nesta sexta-feira (14) nos dois sentidos da via entre as cidades de São Manuel e Botucatu (SP). O acidente ocorreu na segunda-feira (10) após forte chuva atingir o estado de São Paulo.

Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da concessionária que administra a via localizaram o corpo do motorista Epaminondas Macedo Souza e o caminhão, que foram arrastados pela enxurrada. De acordo com a concessionária que administra a rodovia, motoristas que seguem tanto para o sentido interior quanto sentido capital podem trafegar pelo local. Ainda segundo a concessionária, o trecho foi sinalizado e permanecerá com as sinalizações até a pista do sentido leste, que normalmente segue sentido São Paulo - Botucatu, seja liberada. Acidente Trechos da Marechal Rondon (SP-300) foram fechados por conta da chuva em Botucatu Arquivo pessoal O motorista de um caminhão Epaminondas Macedo Souza morreu após o veículo ser “engolido” pela cratera que se abriu no meio da pista.

O trânsito no sentido interior-capital estava sendo desviado no km 255, em São Manuel. Epaminondas é uma das cinco vítimas das chuvas que atingiram Botucatu Reprodução/Facebook Os bombeiros iniciaram as buscas pelo veículo e o motorista na última segunda-feira (SP), após a forte chuva que atingiu Botucatu.

Uma equipe de bombeiros que estava socorrendo duas vítimas de um acidente, em Santa Maria da Serra, e passava pelo local viu o momento em que o veículo foi "engolido".

Ele foi enterrado em Porto Feliz (SP). Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília