5 de março de 2014 | 10:40 | Reportagem: MARCO FILHO

Carnaval de Várzea Alegre é sucesso de público


rainhasO carnaval de Várzea Alegre foi encerrado nesta terça-feira, 04, com grande sucesso de público. Embora com atrações consideradas medianas, os shows de Banda Mel, Forró do Bom, Xexéu e Banda, Simone e Simária, Bandana, Forró 100%, Prabalá, Sonho de Verão, Forró Real, Bota pra Moer e Axé Meu Rei, garantiram um público estimado em 150 mil pessoas durante o evento.

publicoO Carnaval de Várzea Alegre passou por todos os tipos de pressão neste ano de 2014. Foi da ameaça de cancelamento, por orientação do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios e pelo Ministério Público, ao sucesso absoluto.

Tendo como principal inovação a retirada dos desfiles das escolas de samba e dos blocos alternativos duas ruas centrais da cidade para a Rua Durval Soares – trecho urbano da CE – 060, o carnaval ganhou em expressividade e deu, especialmente às escolas de samba e ao público, o destaque e o conforto merecidos. A decisão da prefeitura de lavar os desfiles para a Rua Durval Soares teve aprovação popular e o local transformado em sambódromo, também foi chamado de “A Marquês de Papai Raimundo”, numa referência subjetiva ao fundador de Várzea Alegre.

O prefeito Vanderlei Freire (PSD), que participou ativamente da organização do carnaval junto com o secretário da Cultura e Turismo, Milton Bezerra, e equipe, comemorou o sucesso do evento. Ele disse que compreendia as razões do TCM e do Ministério Público quando recomendaram que várias cidades, inclusive Várzea Alegre não realizassem a festa, mas justificou que a tradição do carnaval de Várzea Alegre torna o evento de forte apelo cultural e rota turística da região Sul do Ceará. O prefeito também sustentou que o evento foi realizado porque o município mantém as contas públicas em ordem, inclusive com pagamento de salário dos servidores em dia.

As Escolas de Samba

e12As escolas de samba Unidos do Roçado de Dentro e Mocidade Independente do Sanharol, evidenciaram para os varzealegrenses e visitantes as suas belezas e criatividade de suas comunidades e integrantes.

A Esurd falou dos retirantes, usando como fonte inspiradora a história dos muitos viajores de Várzea Alegre. Os retirantes, a força da seca, a coragem do sertanejo que percorre o país e o mundo transformando suas histórias.

e11A MIS veio para a avenida falando de futebol, uma das maiores paixões do povo brasileiro. O desfile da agremiação foi uma aula sobre o futebol, apresentando a história do esporte e as conquistas do Brasil, país cinco vezes campeão do mundo e que em 2014 sedia a copa de mundo com sede do hexacampeonato.

Destaque Nacional

E se alguém tinha dúvida da força cultural do Carnaval de Várzea Alegre, o destaque que a imprensa local, regional estadual e nacional deram ao evento acabou com essas indagações. Com o poder emanado das escolas de samba, a imprensa se rendeu ao talento da cultura carnavalesca varzealegrense, que assombra os grandes carnavais do país. Ao receber imagens de suas emissoras afiliadas na região e no estado, a Rede Globo de televisão quis saber mais sobre o carnaval de Várzea Alegre. A rica história dos mais de 70 anos de carnaval do município, com base na Esurd, escola de samba sediada na zona rural da cidade e fundada há 51 anos, e na MIS, com 38 anos de tradição, levou Várzea Alegre a ser matéria de destaque no Jornal Nacional, principal programa informativo da poderosa rede de comunicação nacional.

Este ano, para enriquecer ainda mais o carnaval da cidade, foi fundado pelo artista plástico, Adenildon Cavalcante, o bloco de frevo “Se num fizé nóis faiz”, que desfilou durante as manhãs de carnaval, levando para as ruas da cidade bonecos gigantes traduzindo imagens do compositor e do escritor varzealegrenses Zé Clementino e Padre Vieira. O primeiro se destacou por compor músicas para o Rei do Baião Luiz Gonzaga e o segundo pela proeza de ter sido padre, político, renomado escritor e da fama nacional pela defesa ao jumento.

Segurança

A segurança da cidade foi reforçada por quarenta homens da Polícia Militar e mais cinquenta seguranças particulares. O caso mais grave aconteceu na sexta-feira, 28 de fevereiro, num evento de entrada do carnaval, quando duas pessoas que já tinham rixa antiga resolveram acertar as contas. Na briga com Leônidas Sales Pereira, levou a pior o jovem Leonardo Souza Barbosa. Na ocasião ele fora ferido a faca no pescoço. Socorrido ao Hospital São Raimundo foi medicado. Se recusando a continuar sob cuidados médicos, Leonardo, mesmo ferido, continuou brincando o carnaval. Na noite de segunda-feira, 03, o corpo dele foi encontrado sem vida perto do mirante do Parque Cívico São Raimundo, onde acontecia um show de carnaval. A Polícia investiga as causas da morte.

 



Você pode comentar esta matéria usando o seu perfil no Face, no Yahoo, no Hotmail ou no AOL. (Os comentários não representam a opinião do site e são de responsabilidade dos seus respectivos autores. Manifestações abusivas poderão responder de acordo com a Lei.)
Publicidade

Vestindo você melhor
Rua 13 de Maio - 09
(88) 3541 2670




Metas Comunicações 2007/2014 © - Todos os Direitos Reservados