30 de agosto de 2013 | 8:21 | Reportagem: MARCO FILHO

Jovem raptada em Carius foi morta em Assaré


Quando policiais militares chegaram ao local já encontraram os dois mortos ao lado do carro que estava com a porta aberta e sob um pé de Juá. (Foto: Michel Dantas/Agência Miséria)Quando policiais militares chegaram ao local já encontraram os dois mortos ao lado do carro que estava com a porta aberta e sob um pé de Juá. (Foto: Michel Dantas/Agência Miséria)

Um homicídio seguido de suicídio na tarde desta quinta-feira na zona rural de Assaré foi o desfecho de um rapto ocorrido no município de Cariús na manhã desta quarta-feira. A trama teve como motivo o fim de um namoro que durou cerca de quatro anos e havia acabado há dois meses. De tanto ouvir a ex recusar o reatamento do romance, Jose Antonio da Silva Júnior, de 36 anos, decidiu seqüestrar a jovem Keliane Batista de Souza, de 24 anos, para tentar persuadi-la numa conversa mais demorada.

Tudo começou quando o ex-agente do Pro Cidadania de Jucás arquitetou o rapto da garota, cujos passos ele tão bem monitorava. Ela era promotora de vendas e residia na Rua Raimundo Menezes, 116 (Bairro Coco Verde) igualmente em Jucás. Segundo a polícia, por volta das 07h30min da última quarta-feira, Keliane seguia para o trabalho em uma motocicleta pilotada por sua colega. À altura do Distrito de São Sebastião a uma distância de 20 Km para o centro de Cariús, as duas foram abordadas.

Existem informações que Júnior chegou a exibir um revólver e pediu para a amiga da sua ex-namorada seguir viagem, pois levaria Keliane para uma conversa e arrastou a mesma para um Fiat Pálio de cor prata com cujo carro interceptou a moto. Depois, partiu em alta velocidade. A polícia da região centro-sul do Ceará foi avisada e passou a diligenciar com o apoio do helicóptero da Ciopaer à procura do casal. Ainda ontem pela manhã, um sargento PM amigo dos dois chegou a falar com estes por telefone.

Quando policiais militares chegaram ao local já encontraram os dois mortos ao lado do carro que estava com a porta aberta e sob um pé de Juá. (Foto: Michel Dantas/Agência Miséria)

Quando policiais militares chegaram ao local já encontraram os dois mortos ao lado do carro que estava com a porta aberta e sob um pé de Juá. (Foto: Michel Dantas/Agência Miséria)

Ele teria pedido calma a Keliane e deu conselhos a Júnior solicitando que este retornasse. No início da tarde o casal foi visto por um vaqueiro que passava pela estrada carroçável do Sítio Pitombeira na zona rural de Assaré. O homem cumprimentou os dois que estavam dentro do carro e percebeu que discutiam. Ele seguiu viagem, mas tratou de avisar a polícia, pois, por ali, já se sabia do sumiço em Cariús de um casal de Jucás.

Quando policiais militares chegaram ao local já encontraram os dois mortos ao lado do carro que estava com a porta aberta e sob um pé de Juá. Keliane pode ter tentado correr, supostamente, ao vê-lo sacar um revólver. Ela foi morta com um tiro no ouvido e, já fora do veículo, Júnior atirou na sua própria testa. O Delegado de Jucás, Jerffison Pereira, esteve no local e acompanhou a perícia criminal feita pelo perito Antonio Barbosa. Os dois corpos foram trazidos para necropsia no IML de Juazeiro.

Fonte: miseria.com.br



Você pode comentar esta matéria usando o seu perfil no Face, no Yahoo, no Hotmail ou no AOL. (Os comentários não representam a opinião do site e são de responsabilidade dos seus respectivos autores. Manifestações abusivas poderão responder de acordo com a Lei.)
Publicidade

Vestindo você melhor
Rua 13 de Maio - 09
(88) 3541 2670




Metas Comunicações 2007/2014 © - Todos os Direitos Reservados