Menu

Várzea Alegre: Município contabiliza 25 casos de dengue e 01 de chikungunya confirmados

Por NONATO ALVES | 13 de junho de 2017 | 16:43

O secretário de Saúde de Várzea Alegre, Ivo Leal, afirmou em entrevista à Rádio Cultura nesta terça-feira (13), que o município já contabiliza 201 notificações de dengue e chikungunya. Dos 156 casos de dengue notificados, 25 foram confirmados, enquanto das 45 notificações de chikungunya, 01 caso foi confirmado até o momento. Dentre os casos confirmados de dengue, 04 foram oriundos de outros municípios. Os bairros com maior incidência de focos do aedes aegypti são o Centro da cidade, Alto da Prefeitura e Riachinho.

De acordo com o secretário, há uma grande preocupação da Secretaria de Saúde local em relação ao possível crescimento do número de casos das doenças. Para que isso seja evitado, Ivo Leal informou que várias medidas preventivas estão sendo tomadas no dia a dia, entre as quais, solicitação do carro-fumacê à Secretaria de Saúde estadual, mobilização dos agentes de Saúde e de Endemias no combate ao mosquito e larvas e a integração com as secretarias locais de Meio Ambiente, de Infraestrutura e de Educação, no apoio às ações contra a doença.

Ivo Leal esclareceu que para a Regional de Saúde e para a secretaria de Saúde do Estado, o município de Várzea Alegre ainda não apresenta quadro de surto ou epidemia de arboviroses, levando-se em conta os números registrados. Mesmo assim, foi feito um relatório que aponta o crescimento dos focos de larvas do mosquito e de casos confirmados de dengue, além da proximidade geográfica de Várzea Alegre com o município de Farias Brito, onde já se configura um quadro de epidemia. Diante dessas informações, a Regional de Saúde conseguiu a liberação do carro-fumacê, que deverá vir a esta cidade nos próximos dias. Porém, lembra o secretário, o poder de combate do carro-fumacê contra o aedes aegypti é limitado, uma vez que este consegue atingir o mosquito adulto, mas não mata as larvas deste, que se não forem combatidas, tornarão-se mosquitos adultos, dando continuidade a um ciclo de contaminação.

De acordo com Leal, assim que o paciente apresenta a sintomatologia de dengue, este já começa a ser tratado imediatamente, embora o resultado da sorologia só seja conhecido após sete dias da coleta do material que será examinado.

Morte por calazar (leishmaniose visceral)

No último fim de semana, surgiu a notícia de que uma paciente de Várzea Alegre faleceu com suspeita de calazar. De acordo com Ivo Leal, realmente houve uma internação no hospital local de uma paciente com suspeita da doença. Devido a gravidade do caso, ela foi transferida para o hospital de referência e veio à óbito. O secretário explicou que o caso está sendo investigado pela Vigilância Epidemiológica local juntamente com o setor de saúde da cidade onde a paciente faleceu, para confirmar via documentação se foi realmente um caso de calazar.

Ivo Leal esclareceu que há uma mobilização da secretaria no combate ao calazar. Para exemplificar, ele citou que já foram realizados nos últimos meses 522 testes rápidos para calazar em cães, sendo que 214 deram reagentes para a doença. Destes, já foram enviados 203 para exame laboratorial, o que confirmou que 70 cães estavam realmente infectados com calazar. Diante do resultado, estes foram então recolhidos e eutanasiados de forma adequada.

 





Veja também

O varzealgrense Beto Primo (PPS), 40, assumiu nesta terça-feira (22) uma cadeira na Câmara de Vereadores de Juazeiro do...
O agricultor Antônio Salviano de Almeida, 49, foi preso pela polícia de Várzea Alegre, por volta das 13h30 desta...
Bandidos levaram cerca de R$ 1.000,00 reais em mercadorias (bijouterias) e mais R$ 355,00 reais em dinheiro de mototaxista....
A vinda de camelôs de outras localidades para Várzea Alegre nesta época do ano já é uma tradição. A...
A abertura da Festa de São Raimundo Nonato e da parte social, Festa de Agosto, indica que o município...
Publicidade
error: Content is protected !!