Prefeitura informou que Instituto Adolfo Lutz emitiu resultado de exames que afastaram a possibilidade de homem de 33 anos estar contaminado.

Suspeitas no estado caem para três.

A Prefeitura de Campinas (SP) descartou nesta quarta-feira (19) o caso suspeito do novo coronavírus (Covid-19) no município.

Segundo a administração municipal, os exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz mostraram que o homem de 33 anos não está contaminado com a doença.

Com isso, ele não precisa mais ficar em isolamento.

A suspeita foi informada pela Secretaria Estadual de Saúde em 14 de fevereiro.

Nesta quarta, a comunicação da pasta afirmou que ainda não foi notificada de casos novos ou descartados.

O novo balanço estadual sairá depois da comunicação do Ministério da Saúde, que ocorre no fim da tarde.

Segundo a Prefeitura de Campinas, serão mantidas as estratégias para o controle e prevenção recomendadas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde.

"Foi realizado, inclusive, treinamento sobre a doença para hospitais públicos e privados e multinacionais com profissionais que viajam frequentemente para a China". O paciente que estava com a suspeita da doença havia retornado de Xangai, na China, para Campinas em 10 de fevereiro.

O G1 enviou e-mail para o Ministério da Saúde, que ainda não retornou.

China tem mais de 2 mil mortes e 74,2 mil confirmações Ciclo do novo coronavírus - transmissão e sintomas Aparecido Gonçalves/Arte G1 Estado com três suspeitas Com o caso de Campinas descartado, o estado de São Paulo tem, até o fim da manhã desta quarta, outros três suspeitos, todos na capital.

São três adultos com histórico de viagem à China, dois deles registrados na terça-feira (18).

Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas